‘Sistelo ao luar’

Uma experiência diferente. Foi assim que vivenciamos “Sistelo ao Luar: trekking com as estrelas”, organizado pela Borealisdia 2 de setembro de 2017.

Há muito que ouvíamos falar na aldeia de Sistelo, no concelho dos Arcos de Valdevez, às portas do Parque Nacional da Peneda-Gerês, junto à nascente do rio Vez. Para alguns, o “pequeno Tibete português”, por causa da configuração dos seus terrenos, em socalcos.  Uma marca identitária única, que tem sido moldada há centenas de anos. Hoje, mote para o desenvolvimento turístico da região. Não vimos os socalcos… isso terá de ficar para uma próxima vez. Mas descobrimos que o céu de Sistelo também é feito de “socalcos” e que o Miradouro da Estrica (que também é um trilho) é um lugar privilegiado para conhecer os mistérios das noites estreladas e os nomes e os desenhos das constelações estelares. Para onde fica o norte? Procurem a Estrela Polar… e, quase como que por magia, desenha-se uma rosa dos ventos no céu. Sabiam que a Estrela Polar não é a que mais brilha? Mas é a única que permanece sempre fixa no firmamento. Aqui entre nós, acho que até a Lua lhe presta reverência.

Ao longo do trilho, fomos ouvindo histórias de cordel sobre os nossos antepassados, e recriando, nas nossas cabeças, cenários míticos. Não fosse a noite a melhor amiga da fantasia e da criatividade. O barulho das botas a pisar as folhas, a luz das lanternas a espreitar por entre a escuridão, o ramo que se parte, o caminho que não se vê. O que perdemos em visão de detalhe, ganhamos nos outros sentidos. Apuramos a visão periférica para que a noite ganhe forma(s). Ouvimos mais e melhor. Identificamos, pelo cheiro, as árvores, as flores ou as ervas que se passeiam entre nós.  E, pelo tacto, fazemos parte do caminho.

O trilho em si não é difícil, mas trilhos noturnos são sempre mais exigentes, como o são os sons da noite. De regresso à aldeia,  já perto da meia noite, um chá quente e um bolo animaram uma visitinha à lua (pelo telescópio).

Vimos os socalcos? Não. Ontem, para nós, Sistelo foi luz e lua. Uma experiência diferente, onde o tempo se demora.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s