A caminho de Valência…

Há momentos que só queremos fazer uma escapadinha. Quebrar rotinas. Valência é o destino certo. Uma cidade situada na costa mediterrânea espanhola, que dizem ter  300 dias de sol e uma temperatura média de 19 graus. Valência supera todas as expectativas. Nela encontramos um pouco de tudo aquilo que gostamos numa cidade: sol, mar e praia; uma cidade plana e cheia de opções de lazer; arte, cultura e muita história, combinadas com uma vida cosmopolita; boa gastronomia e muita movida. É uma cidade para ser vivida por dentro e sentida na ponta dos dedos, pouco dada a roteiros. Do que gostamos mais em Valência? De tudo!

É um destino perfeito para se visitar durante todo o ano. Fomos três dias, em outubro, e o objetivo era conhecer, explorar e sentir a cidade. Claro que quando fazemos uma escapadinha, e os dias de permanência são poucos, é importante organizar a viagem. Aqui as perguntas impõem-se. Que tipo de viagem queremos fazer? Em que época do ano pretendemos ir? O que é possível visitar? As respostas definirão o grau de preparação.

§ Como chegar? 

Nós saímos do Porto. Os voos são bastante acessíveis, principalmente quando viajamos fora da época alta e compramos com alguma antecedência, como foi o nosso caso. Conseguimos um voo de ida e volta por 50€, na Ryanair. O aeroporto fica muito perto da cidade, cerca de 10 quilómetros. A melhor forma de nos deslocarmos para o centro é apanhando o metro, que sai do interior do aeroporto. Um conselho que damos é, à chegada, ainda no aeroporto, pararem no posto de informação turística. Dependendo do tipo de viagem/ visita que pretendes fazer a opção pela compra dos Valencia Tourist Card, pode ser uma boa opção. Este cartão, de 24, 48 ou 72 horas inclui viagens nos autocarros, metros e elétricos (incluindo a viagem de ligação entre o aeroporto e o centro da cidade, de metro), a entrada em museus e edifícios públicos, e ofertas e descontos especiais.

metro valencia

§ Onde ficar?

A oferta de alojamento em Valência é imensa,  para todos os gostos, carteiras e tipos de viajantes. Como fomos em Outubro e o objetivo era explorar a cidade a pé e ficar mais perto das principais atrações turísticas, optamos por ficar num alojamento no centro histórico. Como queríamos um pequeno apartamento, que nos permitisse preparar refeições em casa (uma estratégia de poupança), procuramos na plataforma airbnb. Ficamos instalados no Deep Blue, que avaliamos de forma muito positiva. A localização é fantástica, mesmo no centro histórico, e o espaço era muito confortável, limpo e organizado. Claro que alojar-se no centro histórico, onde se concentram imensos restaurantes, cafés e esplanadas, é pedir para ter silêncio só a partir das duas da manhã. Então, o ideal, é mesmo ir para a rua 🙂 Todas as manhãs, durante o pequeno almoço, definimos o trajeto do dia (não o roteiro), sempre na esperança que a cidade nos surpreendesse.

§ O que comer?

Conhecer e explorar uma cidade implica provar as suas iguarias gastronómicas. Quem vai a Valência não pode deixar de comer a Paella valenciana, o prato típico e tradicional da região, que é feita com carne de frango e coelho, feijão-verde e açafrão. Provamos, não ficamos fãs. Continuamos a preferir as paelhas mistas com peixe e marisco. Para acompanhar o prato, ou para beber como aperitivo, experimentar a bebida da cidade, a Água de Valencia. De água só tem o nome, pois na realidade é uma espécie de sangria feita com cava, sumo de laranja, vodka e gin. Ao passear pela cidade é muito comum encontrar pequenas tendas de venda de  uma outra bebida típica, a orchata. Uma bebida não alcoólica que é produzida a partir da chufa, que é um tubérculo. Dizem que deve ser bebida fria e acompanhada por fartons, que é um bolo tradicional.

§ O que fazer?

Sobre isso falaremos nas próximas duas crónicas. Uma sobre o centro histórico ou ciutat vella. Outra sobre a Valência futurista da Cidade das Artes e das Ciências, inserida no maior jardim de Espanha que nos apresenta o mar.

E, de mapa na mão, calcorreamos Valência ♥

Captura_de_pantalla_2017-04-18_a_las_10.42.02-big
Imagem retirada de https://www.domestika.org

simbolo-interface-de-calendario_318-58183 Visita realizada em Outubro de 2017
camera-photo_318-72639 Fotografia de Marcelo Andrade

link-symbol_icon-icons.com_56927 Ver também:
Valência e o Charme da Cidade Velha
Valência: um rio-jardim que nos leva às artes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s