Nunca tínhamos ouvido o nome Sortelha, o espaço surgiu no nosso imaginário como de surpresa, quando fazíamos o roteiro para explorar as Aldeias Históricas de Portugal. Onde seria? Porque estaria tão secretamente escondida? Hoje percebemos que só pode ter um motivo, Sortelha merece a magia e o misticismo que a envolve. Sortelha conquista ao primeiro olhar. Sortelha encanta a cada passo. Sortelha é tudo o que não se descreve por palavras. Sortelha é tudo o que se sente no coração.

O mês de Fevereiro é de Sortelha.

 Um pouco de História…

Vila fronteiriça de fundação medieval, com foral concedido em 1228, Sortelha perdeu este estatuto concelhio com a reorganização administrativa feita pelo estado liberal no séc. XIX. A antiga vila constitui um espaço urbano medieval (séc. XIII-XIV) que encontra, nas necessidades defensivas e na organização militar do espaço, a sua matriz essencial. Matriz esta, que foi bastante alterada com as intervenções ocorridas no período manuelino (séc. XVI) e na centúria de seiscentos. A estrutura mantém-se quase inalterada, até aos dias de hoje, isto porque a sua população preferiu, progressivamente, instalar-se num arrabalde, em zona mais fértil e menos acidentada.

17349928_1418737354866341_7148323251432872947_oDois espaços fundamentais configuravam Sortelha. No ponto mais elevado, sobranceiro ao vale e na vertente mais inacessível, situa-se o Castelo. Era o pólo exclusivamente militar, bem marcado pelo perfil destacado da Torre de Menagem. No seu interior ainda se pode ver a Cisterna, para o abastecimento de água, e uma Porta Falsa. A serpentear o cabeço e tomando-lhe a forma oval, levanta-se a muralha. Um espaço fechado que comunicava com o exterior por portas abertas a Este (Porta da Vila), a Oeste (Porta Nova) e a Noroeste (Porta Falsa), tendo ainda uma saída de recurso junto ao Castelo. O perímetro defensivo contava também  com a Torre do Facho e com outra torre de vigia na Porta da Vila.

A mancha construída revela laboriosa adaptação à extrema irregularidade topográfica, apresentando o conjunto uma disposição em anfiteatro. A malha urbana, pouco densa e composta por quarteirões muito irregulares, estrutura-se a partir de um eixo principal, de ligação entre as portas da Vila, composto pela Rua da Fonte e a Rua Direita.

Passeando por Sortelha…

Curiosidade foi a palavra que imperou ao amanhecer. O que iríamos encontrar?Teríamos as expectativas demasiadamente elevadas? O dia estava cinzento, já tínhamos feito outras incursões pelas aldeias histórias de Portugal e bem sabemos que um dia soalheiro nos alegra mais a mente e o espírito. Mas, sacola feita, pés à estrada.

Estamos a passear no começo do Sabugal e o ar da serra faz-se sentir. Com curvas e contracurvas o GPS diz-nos que estamos a metros e nós não avistávamos a aldeia. Mesmo à espreita encontramos um miradouro com umas esculturas peculiares, uma espécie de santuário ao ar livre. Com alguma mística envolta naquela chegada, avistamos algumas casas e parte da muralha.

Estacionamos fora da muralha, mesmo junto à porta falsa ou porta árabe, e a magia aconteceu. Naquele momento começou a nevar e foi tão lindo. Aquele vislumbre de casas em pedra, milimetricamente dispostas entre os muros da muralha, foi qualquer coisa de muito especial e agradável.

A aldeia é, à primeira vista, uma aldeia filmatográfica, um cenário tirado de um filme épico, medieval. Está tudo no sítio certo, bem preservado, organizado, harmonioso, tudo se enquadra. Rodeando ou contornando a muralha conseguimos ter diferentes perceções. O nosso primeiro ponto de paragem foi a torre sineira, subindo os poucos degraus que tem, podemos avistar o castelo e o conjunto amuralhado quase na sua totalidade.

Mesmo junto ao castelo vemos mais umas esculturas talhadas nas rochas, neste mesmo largo que antecede a entrada no castelo, podemos admirar a Casa da Câmara e antiga Cadeia. A sua construção remonta ao século XVI, tendo em conta as armas manuelinas. O edifício tem dois pisos, sendo o piso inferior a cadeia e o superior a Câmara. Curiosamente, o piso inferior é encravado na muralha. Em 1855 com a extinção do concelho de Sortelha, o edifício foi transformado em escola primária, recentemente desativada. Atualmente é o espaço da Junta de Freguesia. Existem por ali alguns comércios e artesãos locais que expõem as suas obras de arte talhadas à mão. Podemos ver que existe muito associativismo e organização para a divulgação dos produtos locais e para o incentivo à criatividade e preservação das tradições.

17504304_1418737941532949_7877193025237461656_o17504238_1418737544866322_1755673448139899752_oMesmo ali em frente, o Castelo, que está classificado como Monumento Nacional, desde 1910. A sua situação geográfica permite-lhe um controlo do vale. A vista do Castelo para a aldeia é deliciosa, sentimo-nos autênticos príncipes e princesas, sentimo-nos parte da história. É fácil fantasiar sobre a época quando se está ali naquele cerco amuralhado.

17434960_1418738664866210_6123111191715026314_o

Continuamos a caminhar mais um pouco, a aldeia é relativamente pequena e um pouco à frente do Castelo há um largo amplo de onde se pode ver a Porta da Vila, a principal do burgo amuralhado. Nos seus 760 metros de altitude, oferece-nos uma paisagem única. Vista à entrada, nunca diríamos que Sortelha está a uma altitude destas.

Deixamos a aldeia com o coração cheio de boas energias. Não nos cruzamos com muitos habitantes, uma vez que era dia de trabalho e as condições atmosféricas pediam recolhimento. Mas ficamos com a certeza de que quem lá habita cuida das suas casas como da sua vida. Sortelha é a delicia de qualquer Português, Sortelha é amor à primeira vista.

Onde ficar?

Onde comer?

  • Restaurante Dom Sancho
  • Restaurante O Celta.

Calendário de festividades?

  • Muralhas com História – Feira Medieval (mais informações ver aqui)

Locais próximos a visitar?

  • Benquerença
  • Sabugal
  • Caria

Encontramo-nos no próximo destino. Março será o mês de Castelo Novo.

Até lá boas descobertas.


link-symbol_icon-icons.com_56927 Ver também:
Zeneando por Castelo Rodrigo
Zeneando por Trancoso
Zeneando por Castelo Mendo
Zeneando por Almeida
Zeneando por Belmonde
Zeneando por Idanha-a-Velha
Zeneando por Monsanto

0 comentário em “Zeneando por Sortelha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: