Centro Experiências (gastronómicas, alojamento, aventuras) Portugal

Juízo: uma aldeia entre rotas

Casas do Juízo

E se lhe disséssemos que encontramos um alojamento perfeito, entre rotas, para visitar a Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal , a Grande Rota do Vale do Côa e, entre fevereiro e março, as Amendoeiras em Flor? Ficaram curioso/as?

Falamos das Casas do Juízo, um empreendimento de turismo rural, que fica na Aldeia do Juízo, freguesia de Vale do Côa, no Concelho de Pinhel, no Distrito da Guarda, e que se encontra estrategicamente situado entre cinco das Aldeias Histórica de Portugal – Marialva (13 km), Trancoso (27 km), Castelo Rodrigo (27 km), Almeida (45 km) e Castelo Mendo (48 km) – e a 30 minutos de carro do Douro Superior e do Parque Arqueológico do Vale do Côa.

O Juízo é uma aldeia tipicamente beirã, onde o azeite, o vinho e a amêndoa são as estrelas. Inserida num quadro rural, pintado a óleo, com as suas casas de granito amarelo, os campos repletos de oliveiras e rebanhos de ovelhas a passear, tem na hospitalidade das suas gentes a sua autenticidade.

Outrora foi uma Villa Romana e ainda guarda as marcas desse passado: gravações em pedra, lagares de vinho, fornos comunitários e fontes. Na década de 40 e 50, do século XX, chegou a ter cerca de 200 residentes, mas hoje “somos poucochinhos”, contava-nos o Senhor Justino, único habitante da parte mais alta da aldeia. “Somos menos de 20 pessoas e há 34 anos que não se vê nascer uma criança”. A verdade é que a aldeia do Juízo não é diferente de tantas outras que são expressão da desertificação e envelhecimento do interior do país.

Mas depois há projetos como o do Senhor José Guerra, filho da terra, que recuperou oito casas da família, para turismo rural, trazendo à aldeia uma nova cor e uma nova vida.

Estas casas, que no passado eram estaleiros e antigos lagares, foram reconstruidas e adaptadas aos tempos atuais, sem perder a sua identidade beirã.  Perfeitas para um fim-de-semana tranquilo – sozinho/a, em casal, com amigos/as ou família – as Casas do Juízo são “música para os ouvidos”. O que pode encontrar? A tipologia das casas varia entre T0 e T4 e estão inseridas em 2 condomínios fechados localizados no centro da aldeia (para saber mais sobre cada uma das casas, clique aqui). Como complemento existe a taberna do Juízo, a sala da mina (para eventos), o lagar (mini espaço museológico), a piscina exterior coberta, a quintinha com animais e a estufa. Pode ainda fazer degustação de pratos tradicionais, acompanhar o fabrico do queijo ou do pão, participar em atividades agropecuárias e fazer percursos pedestres por caminhos rurais. Vamos entrar?

Depois de uma boa noite de descanso, fizemos um pequeno trecho da GR22 – Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (Etapa 5 – Castelo Rodrigo – Marialva), acompanhados pelo Senhor José Guerra, que nos levou a passear pelo Carrascal do Juízo até ao bosque de azinheiras protegidas, cobertas de líquenes, passando pelos campos agrícolas, onde vimos a adubar a terra ainda “à moda antiga”.

Há sempre tanto juízo quando perdemos o juízo de fazer cerca de 220 km (só de ida de Braga) para ir passar o fim-de-semana às Casas do Juízo, num encontro organizado pela ABVP – Associação de Bloggers de Viagem Portugueses. Mas não se assustem os pouco ajuizados… afinal no centro da aldeia há o “cano do juízo” que diz: “se juízo queres levar, três cabeçadas tens de dar”. E voltamos para casa ajuizados!

COMO CHEGAR?
Braga: Via A11 e N2220 | 3h45 | 220 km
Porto: Via A 25 | 2h30 | 215 km
Lisboa: Via A1 | 03h50 | 348 km
(Distância, só ida)

COMO RESERVAR NAS CASAS DO JUÍZO?
Morada: Rua de São Lourenço, Vale do Côa, 6400-145
Juízo Pinhel – Portugal [GPS: 40° 52.190′, -7° 9.558′]
E-mail: reservas@casasdojuizo.com
Telemóvel: +351 927 585 758 ou +351 927 585 602
Site: https://www.casasdojuizo.com/


Ver também:
As Doze Aldeias Históricas
Zeneando por Marialva
Zeneando por Castelo Rodrigo
Zeneando por Trancoso
Zeneando por Castelo Mendo
Zeneando por Almeida
Zeneando por Belmonde
Zeneando por Idanha-a-Velha
Zeneando por Monsanto
Zeneando por Sortelha
Zeneando por Castelo Novo
Zeneando por Linhares da Beira
Zeneando por Piodão

Nos Arredores
Amendoeiras em Flor: Roteiro de um dia

– Passeio realizado em novembro de 2019
– Fotografia de Marcelo Andrade @iremviagem
– Acompanhe-nos também nas Redes Sociais Facebook | Instagram 

Planeie a sua viagem:
Se fizer a reserva através dos seguintes links, não paga mais por isso e ajuda o Ir em Viagem a continuar as suas viagens

* Faça um seguro de viagem com a IATI (e ainda recebe 5% de desconto)
* Encontre o melhor alojamento no Booking. É onde fazemos as nossas reservas.
* Poupe em taxas bancárias usando o Cartão Revolut.
* Quer evitar filas? Reserve no GetYourGuide os seus bilhetes para monumentos e tours.

Este post pode ter links afiliados

Somos um casal português que adora viajar. Conhecemo-nos em viagem e partilhamos o mesmo lema: o que interessa é IR, e nesse ir somos sempre mais nós. É neste espírito que nasce o Ir em Viagem, um espaço de partilha das nossas aventuras e experiências em viagem.

1 comentário em “Juízo: uma aldeia entre rotas

  1. De repente parece que parámos no tempo… as casas em pedra, os campos cultivados à moda antiga a própria paisagem oferece-nos um ar fresco, despoluído, tudo respira a calmaria, tranquilidade. Uma piscina coberta pelo meio vem lembrar-nos que estamos no século XXI.Gostei!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: